http://www.cinemista.com.br/wp-content/uploads/2012/12/detona-ralph.jpg

Detona Ralph – Crítica

Detona Ralph poster nacional

★★★★☆

“Eu Sou Bom e Isso Não é Mau”

O lema acima é utilizado por diversos vilões de games durante as sessões de terapia em grupo aos moldes do AA (Alcoólicos Anônimos) que ocorrem no universo de Detona Raplh, a nova produção da Disney focada em fisgar antigas e novas gerações de players. A premissa do filme é o sentimento de Ralph, vilão do jogo Fix-It Felix, em não querer mais ser o cara malvado. Ele acaba fugindo para um game aos moldes de Gears of Wars e Halo para tentar conquistar uma medalha de herói e depois cai acidentalmente no jogo “super mega fofo de menininha” Sugar Rush onde conhece Vanellope, que partilha com ele o sentimento de rejeição por outros personagens por ser considerada um bug (falha no sistema).

Detona Ralph

O visual como um todo lembra (e muito) a qualidade excepcional dos filmes da Pixar. Pelo visto a aquisição do grande estúdio pelos criativos de Steve Jobs está cada vez mais inovadora e gerando obras muito bem produzidas. O toque Disney fica no roteiro por conta do conflito de identidade, fuga em busca de novos ideais e modificação de visão do mundo pelo qual o protagonista passa. Nada muito longe de qualquer trama que siga os 12 Passos do Herói elaborados pelo mitólogo Joseph Campbell. Afinal é isto que Ralph quer ser: um Herói!

Detona Ralph - John C. Reilly

Esta premissa de vilão que se torna herói em animações tem sido recorrente desde a quadrilogia Shrek e acentuada com as produções Meu Malvado Favorito e Megamente. O raso maniqueísmo Bom X Mau nos argumentos deu lugar a personagens profundos e de múltiplas facetas. Para a criança, foco principal deste tipo de produção, é apresentado um mundo menos fantasioso e mais próximo da realidade, em que não existem sentimentos extremos nos seres envolvidos e, portanto, psicologicamente mais verossímil.

Detona Ralph - Hero's Duty

O filme chega ao país em cópias 3D, e 2D. Prefira a versão 3D (especialmente em IMAX), pois o espectador se sente totalmente imerso no universo Arcade Game que a trama propõe. Na versão legendada temos as vozes de John C. Reilly (Chicago) como Ralph e Sarah Silverman (Escola do Rock) como Vanellope. Entre os coadjuvantes, destaque para Jane Lynch (a professora de educação física de Glee) como a Sargento Calhoun, uma truculenta personagem com um traumático background. Cuidado com a versão dublada pois os dubladores do trailer em português não são os mesmos do filme, o que gerou modificações na tradução das piadas (para pior) e queda na qualidade como um todo. Pensando na temporada de premiações que teremos no início de 2013, Detona Ralph já está indicado na categoria Melhor Animação no Globo de Ouro, o que lhe dá grandes chances de também disputar o Oscar.

Detona Ralph - Vanellope

Ao final, a melhor parte de Detona Ralph é descobrir os easters eggs soltos pela tela, ou seja, quais personagens de famosos video games circulam pelo universo do filme. Só na sessão de terapia em grupo dos vilões temos Kano (Mortal Kombat), Zangief e Mr. Bison (Street Fighter), Dr Robotnik (Sonic), Bowser (Mario) e até o fantasminha do Pac-Man. Você certamente ficará com vontade de tirar a poeira do Mega Drive ou do Super Nintendo e jogar algumas fases.




Comentários

  1. Esse é um dos filmes que eu estou com mais expectativas para ver.
    Fiquei ansioso desdo primeiro trailer.
    A unica coisa que não entendi foi a decisão de lançar ele meses depois do lançamento mundial.

  2. Fico triste da dublagem ter ficado ruim. Mesma coisa que aconteceu com “Enrolados”.

    #chateado

  3. Fico triste da dublagem ter ficado ruim. Mesma coisa que aconteceu com “Enrolados”.

    #chateado

})(jQuery);