http://www.cinemista.com.br/wp-content/uploads/2014/01/Enders-Game-Movie-1050x632.jpg

Ender’s Game: O Jogo do Exterminador – CrA�tica

enders-game-cartaz-nacional

★★★★☆

“Surpreendentemente bom”

Um filme que poderia ser facilmente identificado como crA�tica a polA�tica externa militar dos Estados Unidos de “ataques preventivos”e a eticamente discutA�vel prA?tica dos militares de ataques por robA?s guiados, na verdade nA?o A� nada disso. Baseado em um romance de 1985, chamado O Jogo do Exterminador, a pelA�cula previu com precisA?o para onde a humanidade e as prA?ticas militares estariam caminhando nos prA?ximos 30 anos. JA? assumindo que desconheA�o o livro e que tambA�m nA?o assumo a posiA�A?o crA�tica pseudo-intelectualA?ide de resistA?ncia ao mesmo, ele me pareceu bastante surpreendente no bom sentido.

Ender Wiggin

Ender’s Game – O Jogo do Exterminador conta a histA?ria de Ender Wiggin, um garoto de 16 anos com porte fA�sico deprimente e enorme intelecto, que se demonstra um prodA�gio estratA�gico em um futuro nA?o muito distante. Ele A� recrutado pela Frota Internacional para comandar uma investida final contra os Formics, uma raA�a alienA�gena insectA?ide que quase destruiu a Terra em uma primeira invasA?o. Talvez a trajetA?ria dos sonhos de muitos nerds oitentistas.

Gavin Hood

O premiado best-seller de Orson Scott Card foi adaptado por A�com roteiro e direA�A?o singulares. Entre erros e acertos, como o primeiro filme de Wolverine e InfA?ncia Roubada, respectivamente, Hood parece ter encontrado seu lugar nA?o apenas criando um deleite visual, como tambA�m fazendo um filme que teria sido muito melhor empregado em Imax 3D. Batalhas que lhe colocam no espaA�o e exigem imersA?o, mereceriam esse tipo de cuidado. Apesar dele se ver um tanto atrapalhado com o ritmo do filme em momentos e deslizando, em outros muito raros, com a fotografia, provavelmente fez seu melhor trabalho com o jogo de Ender.

Gandhi, Indiana Jones e Hugo Cabret trabalham bem juntos

O elenco A� dos melhores possA�veis, especialmente para um filme de ficA�A?o e fantasia. Todos sabem do carisma inerente de , A�e A�- que se redime depois de Homem de Ferro 3 e se reune a seu colega mirim. O que dA? gosto de se ver sA?o os atores mirins como , de O Menino do Pijama Listrado e A InvenA�A?o de Hugo Cabret, fazendo uma atuaA�A?o digna e mostrando sua evoluA�A?o como ator na pele do protagonista. Sem contar Petra, interpretada por A�- sumida depois de sua indicaA�A?o ao Oscar por Bravura IndA?mita – que esbanja carisma e parece roubar a cena sempre que aparece brevemente em tela. Falo mais sobre os atributos fA�sicos dela ano que vem, quando ela fizer 18. ;D A pequena miss Sunshine A�tambA�m faz sua breve participaA�A?o, mas fica apagada na histA?ria. No geral, os atores estiveram bem. Talvez tivessem melhor desempenho com um melhor diretor de elenco, mas nA?o dA? para ter tudo.

Viola Davis

O filme traz, mesmo que superficialmente, dilemas A�ticos e polA�ticos muito interessantes, especialmente na forma como nos relacionamos com o mundo e entre nA?s mesmos. As comparaA�A�es ridA�culas espalhadas pela internet com Tropas Estelares ou Independence Day se provam nA?o apenas superficiais, como totalmente equivocadas. Com certeza a pelA�cula se beneficiaria com um pouco mais de desenvolvimento dos personagens, mas fica difA�cil trabalhar muito mais isso com um filme que foi basicamente vendido como filme de aA�A?o sci-fi. Ainda mais difA�cil se Gavin Hood teve que adaptar em menos de 2 horas de roteiro uma histA?ria densa de 6 anos de discussA�es, debates e aA�A�es em torno do que nos faz humanos.

Hailee Seteinfeld, SUA LINDA

O filme, tentado manter sua fidelidade a histA?ria original, pode ter escorregado, mas com certeza pode ser melhor obra como uma histA?ria prA?pria, exatamente minha perspectiva. Um filme que faz crA�ticas contundentes a barbA?rie da guerra em relaA�A?o a nosso desenvolvimento tecnolA?gico, tem sempre espaA�o para recomendaA�A?o aqui. Foi muito bom ver a quA�mica de Kingsley e Butterfield novamente nas telas, como em Hugo Cabret, e tudo se encaixando numa histA?ria que, mesmo com poucas surpresas, A� tocante e divertida tambA�m. Se estA? procurando diversA?o para a A�poca das festas e nA?o quer passar pela Terra MA�dia ou pelos dramas do momento, A� uma boa aposta, inclusive muito educativa para a crianA�ada.

Ender's Game: O Jogo do Exterminador

Apesar do final parecer deixar um gancho, seria muito melhor que ele fosse um final em si para o personagem e para sua histA?ria, mantendo as reflexA�es polA�ticas ao final como um gosto duradouro para o espectador. Talvez a melhor mensagem esteja na filosofia de nA?o se antagonizar o prA?ximo, mesmo que o prA?ximo sejam alienA�genas. A mensagem A� retratada na citaA�A?o mais importante do livro: “No momento em que eu realmente compreendo meu inimigo, compreendo ele suficientemente bem para derrota-lo, entA?o A� o exato momento em que eu tambA�m o amo”. Cuidado com a evangelizaA�A?o militarA�stica e aprecie o carisma dos personagens, que tudo vai ficar bem.




})(jQuery);