http://www.cinemista.com.br/wp-content/uploads/2014/02/legend-of-hercules-image011-1050x700.jpg

HA�rcules – CrA�tica

HA�rcules

½☆☆☆☆

Desastre olA�mpico

Enquanto marchava para o que parecia ser um filme com sequA?ncias de aA�A?o legais o qual poderia desfrutar deixando o cA�rebro em casa, HA�rcules A� um filme que nA?o apenas A� de pA�ssimo gosto como tambA�m irrita a longo prazo. E tudo, menos alguns efeitos especiais e cA?meras lentas, poderia ser refeito em um curta A�pico de abertura para uma sA�rie.

HA�rcules

HA�rcules nos conta a histA?ria de um rei tirano que domina boa parte da Europa ao Egito e sua rainha, desapontada com o comportamento do seu rei, faz um pacto com a deusa Hera para carregar o filho Zeus na Terra. Eis que nasce HA�rcules, mas vive sobre a alcunha de Alcides (WHaaaa?) para se esconder da fA?ria ciumenta de seu marido e esconder seus dons divinos atA� que chegue o dia em que terA? que destronar o pai. Com o ciA?me de seu irmA?o e as tramas tirA?nicas do pai, Alcides A� enviado em uma campanha militar e uma emboscada para morrer, mas comeA�a uma jornada de reconquista dos seus direitos de nascenA�a.

HA�rcules

Dei uma boa floreada para dizer que daA� em diante qualquer diretor de clip da MTV poderia contar essa histA?ria melhor do que foi contada. NA?o bastasse o roteiro ridA�culo de Sean Hood (Conan – O BA?rbaro NOVO) e Daniel Giat jA? ser tA?o ridiculamente massante e jogar toda a mitologia grega no chA?o com estrume, a direA�A?o sacal de Renny Harlin (Duro de Matar 2)A� fica o tempo todo imitando a estA�tica de 300, mas sem o orA�amento ou a tela verde. SA�rio, todo o filme A� um insulto ao espectador, esteticamente. A fotografia nA?o faria diferenA�a entre as carA�ssimas cA?meras que devem ter usado e um GoPro. Isso porque desperdiA�aram totalmente belA�ssimas locaA�A�es no comeA�o do filme, implementando um CGI tosquA�ssimo. A�dio.

HA�rcules

Mas algo que dA? mais A?dio A� que o elenco inteiro consegue ser mais carismA?tico que o prA?prio protagonista. Provavelmente por ser produzido pela Summit em conjunto com a Lionsgate, acharam uma boa idA�ia recrutar o cara mais bombado de CrepA?sculo, Kellan Lutz, para fazer o semi-deus. PA�ssima idA�ia. O cara nA?o consegue passar nem um minA?sculo vestA�gio de emoA�A?o. Todos os atores, atA� os mais coadjuvantes irrisA?rios comoA�Rade SerbedzijaA�(Busca ImplacA?vel 2) consegue ser mais expressivo. SA�rio, nA?o destaco tambA�m nenhuma atuaA�A?o muito interessante alA�m da mA?e de HA�rcules,A�Roxanne McKee, que parece ser uma MILF de responsa. Respect!

HA�rcules

Os primeiros 30 minutos de filme poderiam ser uma A�pica introduA�A?o de 3, 5 minutos como em 300, mostrando toda a mitologia antes do que interessa, mas nA?o… eles tinham que arrastar meia-hora, a mais desnecessA?ria de um roteiro desnecessA?rio. E quando a histA?ria realmente engata A� nada mais que um TOTAL plA?gio de Gladiador, mas sem a polA�tica, o drama e a atuaA�A?o da pelA�cula de Ridley Scott. Queria chorar no cinema, mas nA?o pelos motivos certos…

Esse tipo de filme me fez lembrar constantemente quanto eu gostaria de estar assistindo a sA�rie HA�rcules com Kevin Sorbo, que por mais trash e tosca que fosse, me fazia rir as vezes. Sorbo era um ator de filme C que pelo menos tinha mais carisma em um de seus cotovelos que Kellan Lutz em todo seu corpo. Saudades HA�rcules e Xena nessas horas. De qualquer forma, o filme teve um 3% no Rotten Tomatoes. Sim, pior que todos os filmes do M. Night Shyamalan. DaA� vocA?s tem uma idA�ia. SerA? que devem assistir? VocA?s me digam…

HA�rcules




})(jQuery);