http://www.cinemista.com.br/wp-content/uploads/2014/09/foreveralone_cinema.jpg

Ir no cinema sozinha é coisa de gente louca – Opinista

Eu sempre gostei de ser independente. Seja pra ir pra escola sozinha quando criança ou pra trabalhar e ter o meu dinheiro.

Eu sei que você tá se perguntando o que raios isso tem a ver com ir no cinema sozinha, mas calma cara.

Então. Durante uma época, eu trabalhei pra uma agência digital que me dava o benefício de trabalhar em esquema homeoffice. Mas não era todo dia que eu queria trabalhar sozinha e/ou tinha inspiração pra criar desse jeito. Assim sendo, comecei a frequentar a Starbucks mais próxima, porque afinal, café + internet =

Sempre tem alguém alguém que te olha torto quando você fala que vai/foi ao cinema e responde “ninguém” quando te perguntam “Com quem?”. Mas pensa comigo: Cinema não é café e nem barzinho. Não é lugar para conversar, é pra assistir um filme!

Sim, é bacana ter alguém pra poder comentar durante o filme, mas isso é totalmente overrated. Pô, se for pra ficar conversando e contando sobre, é mais fácil comprar o filme daquela locadora que começa com Pirate e termina com Bay e ficar comentando no Twitter. E ainda assim eu não duvido nada que vai ter alguém reclamando por você estar narrando a bagaça toda.

Uma coisa que sempre me irritou foram as pessoas que não calam a boca e não te deixam prestar atenção. Ou aquele cara grudento que fica querendo te beijar durante a melhor cena! Apenas parem, pessoas.

Ser louco não é ir no cinema sozinho e ter uma experiência linda, que te dá espaço pra se entreter e refletir. Loucura é tirar esse direito dos outros por pura bobagem…

…A menos que você vá em uma estreia, daquelas de fandom, que aí você tá pagando pra participar da loucura. E não vale reclamar, hein?




})(jQuery);